quinta-feira, 16 de abril de 2015

Há momentos... Na Hora da Poesia...

Há momentos em que a luz é mais luz. Conforme o escuro dos espaços. Conforme a luminosidade do olhar, ou a das cores. Só sei que me ocorre ser um pirilampo maior, diferente de qualquer outro pirilampo. Só porque o brilho que sobra de mim, acrescenta-se no outro. E fundem-se. Talvez seja este o estado puro da cumplicidade, da partilha na paridade do respeito. E este define-se na postura de cada um, um estar de humildade e um ser de gratidão. Balizo-me entre estas linhas. O campo do jogo delimita-se conforme a proporção das jogadas. Mas na baliza faz-se a triagem.
(…)
Aconteceu um momento de luz. Na crença de que ela se prolongará pelas almas amantes das palavras e da vida, surge este apontamento. Por estes dias, passados que são quase quatro anos do nascimento do meu “Em Suspenso”, dou-me conta que a forma até pode ser outra, mas a essência de mim mantém-se no escrito. Já assim reza a dedicatória “Para almas que fazem da vida a sua poesia…”

(Um grato sentir emotivo pelas intervenções em direto da amiga Ana Bárbara  http://anabsantoantonio.blogspot.pt/2015/04/agonia-para-odete-ferreira-saber-te-tao.html e do amigo Filipe Campos Melo http://porta-sonho.blogspot.pt/ , assim como pela presença em estúdio do casal amigo Alice Queiroz e Rogério Barbosa - as flores vêm de uma flor única, a Alice...)

                                        


Fotos: Rui Simão

Convidada – Odete Ferreira – 08-04-2015 (Clicar no link para audição):


Nota: semanalmente, à 4.ª feira, 21H, a inigualável Conceição Lima, em cerca de uma hora, divulga poetas desconhecidos, resgata outros ou faz a revisitação dos que “da lei da morte se vão libertando” – como dizia Camões nos Lusíadas, Canto I, 2.ª estrofe. É A Hora Da Poesia, um programa a não perder...


OBRIGADA, Conceição Lima, PARABÉNS, Rádio Vizela

Odete Ferreira – 11-04-1

Há momentos que atravessam o tempo
num coletivo de húmidos sentires.
A chuva gotejada que se anuncia.
A espera sossegada no sorriso.
O de(lei)te em estado puro.
Almas em onda sintonia.
Na rádio, a hora da poesia,
há um nome granítico
dos voos ousados apanhando
a nudez dos pássaros e
São, no verbo do seu nome, libertados.

Há um Porto que me é abrigo.
Abraço poético de palavras enternecidas.
Estreitos olhares para tanto infinito
podendo ou não desaguar no mar.

Mas é da boca que sai o suspiro
já saudoso das horas vivas
e de marés que me fugiram
no tempo que não me é devido.

Sempre tenho o tempo do grito,
o tempo por momentos repartido.
Sem a cadência do ritmo
em horas de poesia adormecido.
Encontram-se os tempos no momento,
horas raras na correria do pensamento.

Depois há vozes revoltas
que abraçam o mundo todo. 
São águas de rio selvagem,
de um outrora fazem o agora,
de poetas, de poemas, de horas da poesia. 

OF – 10-04-15 

43 comentários:

  1. Lembremo-nos de que Jesus está no leme deste barco da vida, nos guiando e nos amparando em todos os instantes.
    AbraçO

    ResponderEliminar
  2. Para as almas que fazem da vida a sua poesia.
    Um belo texto.
    Parabéns à Rádio Vizela.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente não consegui ouvir o programa em directo, mas ouvi-o agora, com todo o prazer.
    Gostei muito dos poemas escolhidos, das "deambulações" acerca da palavra e da sua importância, de como a poesia é para ti uma vivência necessária e um reflexo da tua forma de estar na vida. De como o que se passa à tua volta faz correr tanta vida dentro de ti em direcção aos outros. De como não te fechas sobre ti, e a tua poesia é sempre um movimento de regresso ao mundo.
    Gostei muito, e parabéns pela maturidade e sensibilidade demonstradas, onde a forma se alia a profundo conteúdo. Uma palavra de apreço também para a Rádio Vizela, para a Conceição Lima, que faz da Hora da Poesia, um programa convidativo e cheio de sintonia, tanto nas redes hertezianas, como nas almas dentro do estúdio, e para os amigos que te surpreenderam em directo.
    Uma bela jornada, com fotos e flores, agora felizmente partilhada.
    Um post denso, muito bem "fechado" com mais um sentido poema da tua lavra; um verdadeiro "abraço poético de palavras enternecidas", que me soa a grito de gratidão.
    Parabéns, Odete!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei da tua generosidade, querida Laura... Grata, muito grata!
      Meu beijo...
      :)

      Eliminar
  4. Fenomenal poesia! abração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obg, Ives, por ter vindo a esta partilha.
      Bjo :)

      Eliminar
  5. OI ODETE!
    LI TUA POESIA E COMO SEMPRE ACHEI LINDA.
    ESTOU OUVINDO A RÁDIO E TE PARABENIZO PELO CONVITE, POIS SÓ ENGRANDECESTE ESTE BELO MOMENTO POÉTICO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obg, eu, Zilani, por se ter associado...
      BJO :)

      Eliminar
  6. A dedicatória já é maravilhosa. Estive nos espaços que mencionou e não conhecia o da Ana, onde encontrei seu presente rico e belo.
    Que esses momentos de luz estejam sempre presentes em sua vida, pois a poesia faz parte de você. Parabéns!!!!!! Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei que também és iluminada, querida Marilene... O mundo precisa de cor!
      Obg...Bjo :)

      Eliminar
  7. Por aqui respira-se humanidade, sensibilidade e respeito para além de talentos enormes.

    Como é boa a partilha e a amizade!

    Obrigado por este momento.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pérola: agradeço a tua presença nesta partilha.
      Obg, em nome da amizade...
      Bjo :)

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Na verdade, Mar...
      E como cada um de nós é dotado de especificidades, os dias são naturalmente apetecíveis!
      Bjo :)

      Eliminar
  9. Cara Odete Ferreira,
    Percebe-se, ao ler o seu blogue, que, de facto, gosta de escrever poesia, que a produz regularmente, e que é incentivada por quem a lê ou por quem a ouve.
    Não sei se o gosto pela escrita é acompanhado pelo da leitura, ou de que poetas se sentirá mais próxima. Quer Portugal, quer o Brasil, têm sido berço, nas últimas décadas, de poetas de qualidade que pode ser considerada de nível mundial. Herberto, certamente, mas também Ramos Rosa, Fiama, Ana Hatherly, João Miguel Fernandes Jorge, Eugénio de Andrade, Ruy Belo, Nuno Júdice, isto entre os do lado de cá. Do lado de lá do Atlântico, Vinícius, Adélia Prado, Manoel de Barros, Paulo Leminsky, apenas para citar alguns. Todos excelentes, todos merecedores de atenção para quem aprecia a arte poética. A poesia é um caminho, o trabalho de um poeta nunca está terminado: Herberto passou a vida a rever os seus poemas, rasurando-os a cada nova edição. Os seus poemas mereciam uma leitura crítica, uma revisão, debate até com outros apreciadores de poesia, que tenham uma visão do que de melhor se faz em língua portuguesa. Só assim se aprende, só assim se progride, só assim se consegue passar ao nível seguinte: aquele que se afasta do lugar comum e se aproxima do que é único, original e, no limite, sublime. Que é o que se espera da poesia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nils: como é meu hábito, vou sempre ao perfil de quem me visita.
      Foi o caso; infelizmente, não tive acesso. Deste modo, o comentário/reflexão/opinião que aqui me deixou não poderá ser alvo de contraditório, no melhor sentido da palavra.
      A poesia, tal como tudo na vida, é sempre caminho...
      Mas, como não sou poeta, vou apenas escrevinhando os meus sentires, tirando partido da polissemia das palavras.
      Um último reparo: sobre o processo criativo muita água corre debaixo das pontes...
      Agradeço o tempo que dedicou ao meu espaço.

      Eliminar
  10. Ouvi a Rádio Vizela, aqui e gostei muito. Principalmente do poema que é excelente. Gostei como já vem sendo hábito com os poemas que leio aqui.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto muito de ouvir/ver programas ligados à criação literária. Na sequência, quis partilhar este momento. Grata pela tua atenção.
      Bjo, Graça :)

      Eliminar
  11. Boa tarde, gostava de ouvir a sua voz através da Radio Vizela, estou bem ao sul de Portugal, significa que não consigo captar, fica para um dia que esteja em Vizela ou nas redondezas.
    Gostei de ver os rostos simpático nas belas fotos.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António: é uma rádio local que se ouve também online; basta clicar no link que deixei na postagem.
      Bjo :)

      Eliminar
  12. A tua arte poética é luminosa na excelência da expressividade literária
    e originalidade. Mas, existe algo maior que evoca da tua escrita, um
    sentir que nos arremata para uma humanidade que se reconstrói
    através do poder da reflexão num convite para viver a vida sempre...
    Parabéns,querida Odete!!
    Beijinho e abraço enorme saudoso!

    Ps: Mesmo com a distância geográfica, sinto próxima do teu
    caminhar poético desdo o início na waf...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca é demais partilharmos o nosso sentir, é ele que nos uniu e une, desde o início, na verdade. Grata pelas tuas palavras, querida Suzete.
      Quem sabe se um dia vens a Portugal? Já conheci uma amiga virtual, de um site, que veio a Portugal, conseguindo dar um salto à minha cidade. Talvez conheça outra em breve :)
      E falando na WAF...O nosso amigo Filipe entrou em direto no programa. Gostei tanto!
      BJO (este atravessará o oceano que nos separa) :)

      Eliminar
    2. Obrigada pelo convite, amiga!
      Espero também quando vieres ao Brasil, visitar a minha terrinha
      Recife, certo?
      Imagino a tua emoção com a participação do Filipe...
      Bjos.

      PS:Tu és linda ruiva, mas loira, ficaste luminosa...

      Eliminar
  13. Escutei todo o Programa. Já esperava este desempenho e a naturalidade como surgiu no ar. Gostei da forma e do modo da Conceição Lima "segurou" o Programa. De ti, Odete, se te admirava pelo que escrevias, aprofundei essa admiração na simplicidade da tua expressão oral.
    Estás de Parabéns, como a Rádio Vizela na pessoa da Conceição Lima.

    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Conceição Lima é sempre excelente na condução dos programas (ouço-os todos). Quanto às tuas palavras sobre mim, fico grata por teres apreciado. Sou mesmo assim, sem artifícios... :)
      Bjo, amigo Sol!:)

      Eliminar
  14. Devo confessar Odete, que via de longe e ao longe a tua figura esbelta não me apercebendo- porque não tivera ocasião para tal- do peso leve que te acompanha, desse caráter e sensibilidade tão genuinamente sedutores. Somo também aquela parte do Todo, escondida pelo véu de mistério que embeleza cada Ser.
    E nem de propósito. Amanhã a nossa querida Conceição Lima, deu-me a vez e a honra de ser eu a convidada para estar na Hora da Poesia. A capacidade de comunicação esmoreceu, como tudo na vida. Mas o meu Eu, estará lá, igual a mim, menos nas palavras que agora se demoram no percurso...
    Parabéns! conheço-te mais tarde, mas é sempre tempo de saborear a Beleza !
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga, Manuela: já sabia que ias ao programa, pois acompanho a divulgação, no FB. Ouvi-te ontem e comentei. De resto, não preciso de dizer mais nada...
      Obg pelo que expressaste aqui sobre a minha singela pessoa.
      BJO :)

      Eliminar
  15. Passou por mim todo esse caudaloso rio de sentires...
    Parabéns, Odete!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é mesmo de sentires que se trata, AC!
      Muito obrigada!
      BJO :)

      Eliminar
  16. Respostas
    1. Sorri, amigo Ricardo :)
      BJO :)

      Eliminar
  17. Que lindo tia!! Estou aqui ouvindo vc e o moço,o bate papo esta ótimo.
    Sensível de mais vc hein! Amei e levo o link e postarei no FB.
    Bjsss Vc esta lindona tia!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OBRIGADA, já vi!
      Um bjo do tamanho do oceano!
      :)

      Eliminar
  18. Oi tia,tudo bem? sou neta da Célia e prima da Yasmin.
    e sabe o que vim fazer aqui?
    Te convidar a ir na minha festinha,uma em meu blog que Yasmin preparou com a vovó,ou será vovó com Yasmin e a outra adivinhas? No salão de festa da ilha,sim a minha tia festeira fez um festão pra mim,tô tão feliz!..Mas ficarei mais feliz se vc fosse.
    Bjsss e tem um mimo lindinho que ela fez. Te aguardo nas duas festinhas tá?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já estive lá... Linda festa!
      :)

      Eliminar
  19. Odete,
    Bonita experiência de ouvir sua criação na sua voz.
    Parabéns por essa partilha dum momento bonito em que o sentimento/emoção foram tão bem expressados pela palavra.
    bjn amg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata por ter estado comigo, amiga Carmen.
      BJO :)

      Eliminar
  20. Olá Odete; Muito belo ouvir a sua voz e a sua excelente poesia....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma gratificante experiência, amigo Fernando.
      Grata...
      Bjo :)

      Eliminar
  21. Tens aqui em teu blog sempre muito boas postagens.Hoje estou a conhecer mais um pouco, e gostando de tudo que leio!
    Beijos e beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  22. Fazes-me recordar o meu tempo de radio em Angola. Da clandestinidade para o radio clube. Tens uma boa voz, gosto de te ouvir.
    Bj

    ResponderEliminar