sábado, 6 de abril de 2013

Apetitosa mente sadia



Respinga o silêncio na madrugada.
Amortecem-se vagidos na aurora sombreada.
Cansados, os olhos da noite desejam sua cama.
Clareia o dia na floresta prateada.
                                                                                                  
Num novo dia em seu esplendor de dádiva,
docemente abana corpos sonolentos
despertando com jatos de água
a pele untada, bem cuidada.
 

Fluidos de amor,
sulcos cavados,
regados,
envoltos em amados
sonhos sonhados.

Um novo dia.
Um novo olhar.
Um apetitoso despontar.
Um café a fumegar…
Abençoada mente sadia…
                                                 
OF 17-05-12
Foto – Carlos Alvarenga

14 comentários:

  1. Espectacular....
    Todas as graças da mente e do coração se escapam quando o propósito não é firme.
    ~William Shakespeare

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obg, Fernando Santos, pela presença e pela citação (que subscrevo).

      Bjinho :)

      Eliminar
  2. Sou uma notívaga por natureza, a madrugada é inspiradora e gosto do seu silêncio, entrecortada pelos sons de quem como eu, produz, sonha e deseja...

    Mas nada como um novo dia para nos possibilitar saúde...

    Beijo e obrigada sempre pelas visitas lá no Canto!

    ;)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se posso dizer por natureza, mas gosto de trabalhar pela noite dentro, sempre que posso...

      Grata pela presença. Infelizmente o tempo não me permite ir as vezes que gostaria a todos os cantinhos. Cada um tem o seu encanto!

      Bjo :)

      Eliminar
  3. Saudades dessa noite...acompanhada.
    bji, querida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perfeita, não?

      Bjo, princesa :) :)

      Eliminar
  4. Um novo dia, um novo olhar, uma nova poesia. Linda poesia! abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obg, Ives, por gostar.
      Volte sempre :)

      Bjinho :)

      Eliminar
  5. Abençoada mente sadia...

    E abençoada poesia com o brilho da madrugada, em presente encanto do dia...

    Adoro ler-te,poetisa!

    Beijinho,amiga.

    Ps;Belíssima foto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E sempre um prazer receber-te neste cantinho, Suzete.

      Grata pelo gentil comentário, amiga.
      (A foto é de um jovem que mas empresta; esta é da minha cidade; concordo, está fantástica.)

      Bjo, querida :)

      Eliminar
  6. O amor também nos torna sadios...
    Mais um magnífico poema, com a tua marca de excelência.
    Um beijo, querida amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim, amigo Nilson... :)

      Obg pela tua presença e elogio.

      Bjo, querido amigo :)

      Eliminar
  7. Noites partilhadas assim é mesmo uma dádiva!
    beijuuss amaaada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eis um dos valores da poesia: tudo se pode dizer...

      Obg, querida Rê.

      Bjuzz, de carinho :)

      Eliminar