sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Hinos

Há um ano, em 17-02-2016 escrevi assim:

Entre quem é

Não Os senti chegar. É sempre assim. Nunca se anunciam. Também nunca Os toquei. Conheço-lhes as manhas, por isso já nem disfarçam uma pretensa capacidade de surpreender. De dez em dez anos, entram na História para poupar palavras e fôlego. Ao Homem, claro. Ao Universo, tanto faz. Pelo menos à ideia que dele tenho, tão relativa quanto ingénua. A minha filosofia, vulgo vida, não passa de um rabisco fácil de redesenhamento numa outra que virá. Por isso, só a mim (e a uns poucos) é que Eles têm sentido. Cada Um é narrativa de muitas narrativas. Com índices longos e vivazes. De dez em dez anos, também Os abrevio por décadas. Automaticamente. Mas, este ano, estou mais reflexiva e não me apetece abrir um novo índice sem lhe criar uma identidade. Até por causa das estatísticas. Como cidadã, tenho o dever de me preocupar. Qualquer dia, ao ouvir que uma sexagenária fez isto ou aquilo, estarei de consciência tranquila. Assumo o meu novo estado. União de facto. Com a década. Doravante, o caminho poderá ser ziguezagueante e convém estarmos unidas. Para o que der e vier.
Estou feliz. Ela também.
“Daqui a dez anos, renovaremos os votos”, dissemos.

E Eles, que nunca se anunciam e são, naturalmente, desapegados, sorriram. Pareceu-me mesmo que piscaram o olho à nova inquilina. Afinal, não havia tempo a perder. 

Odete Ferreira – 16-02-16
http://portate-mal.blogspot.pt/2016/02/entre-quem-e.html#comment-form

Hoje...
Ano Um
De facto, não havia tempo a perder. O que intuía (e a intuição não se explica) não se fez esperar e anunciou-se intenso e avassalador. Tomou-me o tempo e possuíram-me os espaços. Encheu-me a alma e cansou-me o corpo. Desarrumei e arrumei. Sosseguei e alvorotei.
E sorri! Tanto!
Fui dando notícias deste ano um da década dos sessenta. Quem me acompanha nestas partilhas, sabe do frenesim que o atravessou, sobretudo dos frémitos que me emocionaram. E sabe, também, do riso que me atoleima. Este ano um depois da década (em estado de união de facto com ela) foi e é o primeiro do resto da minha vida.
Afinal, não há tempo a perder…

Para o ano, cá estarei para o Ano Dois e depois do primeiro de vida do meu menino.
Agradeço a vossa carinhosa presença. Afinal, são parte dos meus frémitos. 

8 comentários:

  1. Parabéns amiga que seja um dia, um mês, um ano, dez anos, saudavelmente vividos com muito amor e alegria.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns minha amiga também já me tornei desde o ano passado inclino desta maravilhosa década e espero não ficar por aqui, os mesmos votos desejo à minha amiga.
    Um abraço e bom fim-de-semana.
    Andarilhar || Dedais de Francisco e Idalisa || Livros-Autografados

    ResponderEliminar
  3. Parabéns, Odete!! Que foto bonita, amiga!!
    Vá em frente, nada pesa se estamos em harmonia, em paz e desfrutando de nossa própria companhia, da família e dos amigos que realmente gostamos.
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  4. Já te dei os parabéns no FB, mas renovo-os aqui, que é um "terreno" que gosto muito mais.
    Bom fim de semana, amiga Odete.
    Beijo.

    PS: pelo que vi, ainda não te livraste do famigerado G+...

    ResponderEliminar
  5. Feliz aniversário, querida!

    Que tu tenhas tido um dia especial junto dos teus familiares amados
    e tenha tido uma coleção de sorrisos de um dia muito feliz e poético...

    Muita luz e rosas na tua vida sempre!!

    Beijos e abraço cheio de afeto de amizade.

    ResponderEliminar
  6. Essa felicidade que te atoleima, tornou-te mais bonita.
    Estás linda, querida amiga!
    As minhas congratulações pelo teu aniversário... Não se
    trata apenas do primeiro da década, mas de um ano muito
    especial, pois ganhaste o estatuto superior, considerando
    os afetos sublimes...
    Felicidades imensas para ti, teus amores e em especial,
    muitas alegrias e ternurinhas com o teu pequenino, Ivo.
    Odete, sabes que te desejo tudo que de melhor existe...
    Grande abraço festivo, amiga.
    ~~~ Beijo ~~~

    ResponderEliminar
  7. apenas acompanhei o último (final) ano (apesar de tão próximos)
    e porque gosto do teu jeito saudavelmente "alvorotado" cá estou a desejar-te muitas gargalhadas ao logo da vida - (atoleimadas, se possível).

    e a dizer-te (com seriedade) quanto me é grata a nossa amizade. tardia, mas para durar.

    muitas felicidades, querida amiga, para ti e aqueles que amas.

    parabéns. beijo

    ResponderEliminar
  8. Odete , sabia que era em fevereiro que aniversariava , amiga , só não tinha certeza do dia . Cheguei atrasada . Mas deixo palavras de Drummond para parabenizá-la :
    " São mitos do calendário tanto o ontem como o agora , e o teu aniversário é uma nascer toda hora ."
    Saúde , alegria junto da família , com Ivo crescendo , esperança e paz .
    Está belíssima na foto .
    Beijos e muita luz na nova idade .

    ResponderEliminar