domingo, 20 de fevereiro de 2011

Em dia de aniversário

Com sorriso colado nos lábios
e letras de abecedário
se compuseram mensagens
recepcionadas pela visão,
gravadas no tronco da alma
e guardadas no coração.

Foi contentamento pessoal…
Os amigos da página social
eram livres, no seu tempo,
de escolher outro entretenimento.
Quiseram partilhar um momento
com alguém, diferente,
em outro continente.

Imaginamos essa gente
digitando algo que se sente.
E num interior dimensionado,
esquecemos o cansaço
das rotinas do trabalho.

Fazemo-nos felizes…
O calor que vem de dentro
aquece-nos em humanidade.
Desejamos que o valor humano
perdure, na eternidade
desta Terra, doente
de conflitos e desentendimento.

É o grito universal
Que se quer perpetuar.
Unidos, num ideal
de perfeição terrena.
É a marca humana
que queremos impor
sugando a dor
de outro ser, nosso igual.

Em dia de aniversário,
como em contas do rosário,
senti o círculo da amizade
envolvendo todo o meu eu…

Obrigada, amigo
que entraste comigo
no meu céu…
Em dia de aniversário!

OF  17-02-2011 

 (Poema simples, em jeito de agradecimento, aos amigos que estiveram comigo, em dia de aniversário...)

5 comentários:

  1. Simples, mas sentido. E eles vão ficar tão felizes!:)
    bji, minha querida.

    ResponderEliminar
  2. Claro que fiquei feliz.
    Um beijinho doce, doce....
    Ricardo

    ResponderEliminar
  3. Postei, primeiro, na minha página do FB; as cerca de 80 pessoas que dedicaram um momento das suas vidas ao registo de algo, mereciam um escrito, simples porque de complexidades estamos fartos!
    (Lembrei-me do título A insustentável leveza do ser...Complexo, mas vale a pena ler!).
    A seguir veio para aqui, para a minha sala de visitas, protegida por grandes janelas - envidraçadas...
    Concluindo:
    Fazemo-nos felizes…
    O calor que vem de dentro
    aquece-nos em humanidade.
    Obrigada, Nina, Ricardo... :)

    ResponderEliminar
  4. (Humm...humm...devem ter visto algo que eu não vi, nem estou a ver..)

    ;)

    ResponderEliminar
  5. Ainda és pequenino, oops!!! :)

    ResponderEliminar