quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Roupa enamorada


Estou enamorada
de roupa lavada
saída da máquina de lavar.
Vestiram corpos
perfumados.
Ficou bem ventilada
e pronta a usar…
Novamente perfumada
atrairá olhares
enviesados,
discretos,
quando se passear
na rua movimentada.
Ou na noite,
projectando
na sua sombra
um lânguido andar…
Simples ou mais ousada
farão parte de um eu
risonho, em dias festivos,
despida, em momentos efusivos…
Então suada
e enxovalhada
será novamente lavada
em água delicada.
Bem cheirosa
e acetinada,
em armário guardada,
esperará outra ocasião,
acantonada,
em mente de ilusão!

E neste vaivém quotidiano,
ocupo parte de mim…
Outra, enreda-se em sonho,
que me leva e amarra
com leves fitas de cetim…

OF 15-04-2011
http://worldartfriends.com/pt/club/poesia/roupa-enamorada 

7 comentários:

  1. Até a roupa gelou de encanto, enamoramento, e ousadia!:)
    Parabéns amiga Odete!
    Bjuzz

    ResponderEliminar
  2. Um post atmosférico...

    ResponderEliminar
  3. Olá, amiga Teresa...
    Inicialmente não tinha esta foto; quando divulguei o poema, resolvi acoplar esta...
    OUSADIA, sim é preciso, tal como o nome do teu livro!!!
    Obg pela leitura e comentário.
    Bjuzz

    ResponderEliminar
  4. Caro anónimo
    A atmosfera do poema, sendo que esta tem um sentido muito abrangente, também merecia uma foto ligada a essa semântica,,,
    Obg pela leitura :)

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  6. Ora bolas!
    Onde andava este poema, que eu não o vi na atualização dos posts?
    Pronto! Volto a repetir-me. De tudo poetizas e encantas.:)
    Posso levar um pouco desta neve? O resto, já tenho.:))
    beijinhos, princesa

    ResponderEliminar
  7. Ainda é cedo para a levares, a neve, claro!
    Bjos, princesa :)

    ResponderEliminar