sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Sabores locais de ambientes impressivos – III


Volto ao encanto que já abordei: os catos. Um pequeno jardim só desta espécie, nos hóteis ou ao longo do passadiço, entremeados de uma flora com flores coloridas e uns verdes azeitona ou mais desmaiados. Uma tela de felizes momentos, sensação transmitida pela visão, aliada ao prazer mental das leituras que me comprometi a fazer.


Diversificadas e em prosa (o ano passado privilegiei a poesia, lendo obras de amigos, relevando “Na Utopia Sou Profeta” de Filipe Campos Melo”; autores que não estão no grande marketing livreiro; obras em que as “pequenas” editoras vão apostando.


Diário dos Infiéis de João Morgado (não pude estar presente no lançamento), O Segredo de João Pestana de Nathalie Lopes (estive presente e todos os meus alunos o leram) http://portate-mal.blogspot.pt/2012/03/eventos-literarios-lancameto-de-o.html  e Crónicas do Avô Chico   de Pedro Jardim, tendo estado na apresentação na FNAC do Porto, durante a qual colaborei, por solicitação do autor. http://portate-mal.blogspot.pt/2012/05/lancamento-da-2-edicao-de-cronicas-do.html
 A minha veia de análise, por formação, impele-me a falar das obras; contudo, tenho que declinar este convite intrínseco. Não há tempo para tudo. Em todo o caso, não será estranho que a primeira me tenha provocado reflexões e sei que seria desafiante uma conversa com o autor…


E a escrita? Descurei-a? Um pouco, sim. Escrevi uns três poemas e um texto em prosa. Registei momentos. Dei-me ao mar e ao sol, num clima temperado. Dei-me ao sonho. Estive, egoisticamente, em mim e no que era essencial ao meu ser. Devolvi-me para me devolver dentro de pouco tempo, a tantas coisas que são a minha vida. Mas também a de outros…
Foi um período de férias a meio de um verão. Quão diferente de outros, forçosamente!
O próximo? Ocorre-me a velhíssima canção já da minha juventude “Que será, será!” .
Deixo-vos com esta belíssima versão…




Odete Ferreira- Sabores locais de ambientes impressivos I,II e III - escrito em 16-08-12
Fotos – Odete Ferreira-Praia do Inglês (jardim de catos, pormenores do passadiço, praia)

10 comentários:

  1. Se vamos a todas, o tempo não chega mesmo...
    Odete, minha querida amiga, tem um bom fim de semana.
    Beijo.
    (a voltar de férias, aos poucos...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então bom retorno, Nilson. Custa sempre um pouco retomar rotinas a que não podemos fugir...

      Uma boa semana, amigo.

      Bjo



      Eliminar
  2. Que lugar encantador encontrou para as suas férias. Fiquei a pensar no jardim de cactos, que coisa inusitada! Aos novos autores, desejo-lhes muito sucesso! Bom fim de semana!! Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Luma. Houve tempos em que fazia férias em locais que já conhecia, por diversas razões. Agora é tempo de procurar o desconhecido.

      Os autores a que aludo, nesta postagem, já tem o sucesso garantido entre os amigos que os leem. Obg pela simpatia.

      Uma boa semana, Luma

      Bjo

      Eliminar
    2. (Hummm... "Sabores locais de ambientes impressivos"... fui levado a recordar que o meu charme fez tanto sucesso aí por esses sítios que até fazia impressão. Infelizmente estava num hotel cheio de estrangeiras que não se aguentavam à tentação e tentavam entrar-me pela porta adentro às tantas da manhã. Claro que estavam bêbadas e depois inventavam a desculpa que se enganavam no andar, mas eu cá sei o que elas queriam...)

      ;)

      Eliminar
    3. Só hoje vi este comentário, oops!!! :)

      Não duvido do teu sucesso em termos de charme...Quem sou eu para duvidar?

      Mas estes locais são naturalmente charmosos! Por isso escrever sobre eles, foi também um processo natural e apelativo...

      :)

      Eliminar
  3. E eu a pensar que já tinha comentado estes relatos!
    Mas olha...já não consigo dizer nada, porque estou farta de me rir.:))

    beijocas, princesa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imagino, querida!

      Bjos, me(Nina) :)

      Eliminar
  4. Tenho um especial prazer em cultivar catos. Levo umas boas picadas na minha mini-catilândia. Recomensam-me com formas e flores belíssimas.

    Arrumaste bem o tempinho junto ao mar.

    Bjuzz.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora imagina um jardim só com catos, tomando formas muito engraçadas, alguns deles.

      Disseste bem, foi só um tempinho, soube a pouco!

      Bjuzzz, querida amiga :)

      Eliminar